Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Vigilância Epidemiológica intensifica ação para vacinação contra a Febre Amarela

Publicado em 11/02/2021 às 18:18 - Atualizado em 17/02/2021 às 15:06

Macacos não transmitem a doença
Créditos: Divulgação Baixar Imagem

Após detecção de dois testes positivos para morte de macacos por Febre Amarela na região, a Vigilância Epidemiológica reforça o alerta para a vacinação, além de intensificar as ações no interior de Curitibanos.

Neste sábado (13), uma equipe estará vacinando, a partir das 9 horas, os moradores das localidades do Santo Expedito e Novo Amanhecer. Às 10h30 estarão nas localidades de Cartão Sbravati e Marombas. Às 14 horas a equipe estará na localidade do Xaxim.

A Unidade Central de Saúde disponibiliza a vacina de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16 horas.

Caso o paciente tenha sido vacinado contra a Covid-19 deve dar intervalo de 30 dias para receber a dose da imunização contra a Febre Amarela.   

Desde o dia 18 de janeiro deste ano, foram encontrados mortos com suspeita de Febre Amarela, 18 macacos, no interior de Curitibanos, nas localidades de Xaxim e Marombas. A Vigilância Epidemiológica foi acionada e desde então vem monitorando e coletando material para testes.

As primeiras coletas foram realizadas no dia 28 de janeiro, porém, o resultado dos testes foi inconclusivo. Os animais se encontravam em estado de decomposição.

Não há casos registrados em humanos na região, porém, o Estado de Santa Catarina registrou um caso de Febre Amarela, no mês de janeiro.

 

Sobre a Febre Amarela

A Febre Amarela é uma doença infecciosa, de gravidade variável, causada por um arbovírus (vírus transmitido por mosquitos). A doença não é contagiosa, ou seja, não há transmissão de pessoa para pessoa, ou de animais (macacos) às pessoas. É transmitida somente pela picada de mosquitos infectados como vírus da Febre Amarela.

Os sintomas da doença são caracterizados por febre, dores no corpo, dor de cabeça, comprometimento do fígado e dos olhos e pele amarelada.