---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Realizado curso sobre conexão de residências a rede coletora de esgoto

Publicado em 05/11/2019 às 14:40 - Atualizado em 05/11/2019 às 14:40

O evento, que reuniu os profissionais na Câmara de Vereadores de Curitibanos
Créditos: Divulgação Baixar Imagem

Como estava programado, aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 05 de novembro a capacitação promovida pela CASAN voltada para encanadores, pedreiros e instaladores hidráulicos.

O evento, que reuniu os profissionais na Câmara de Vereadores de Curitibanos, teve por principal objetivo informar como deve ser realizada a conexão correta do Esgoto produzido nas residências ao Sistema Público de Coleta e Tratamento do resíduo.

Desde o final de 2016 Curitibanos está recebendo a Implantação do Sistema de Esgotamento Sanitário. O serviço, inexistente até então na cidade, deve entrar em operação até janeiro de 2020, por isso a CASAN vem intensificando as orientações referente ao serviço que irá contemplar, nesta primeira etapa, cerca de 30% da população curitibanense.

"Além de dirimir todas as dúvidas, o encontro também foi importante porque a CASAN criou uma lista com o nome destes profissionais que irá disponibilizar a comunidade interessada. Com certeza, com as orientações que receberam, eles estão mais preparados para realizar este trabalho", comentou o chefe da Agência Regional de Curitibanos José Heitor Maciel.

Todo morador que teve a rede coletora de esgoto passando em frente a sua residência deve, obrigatoriamente, fazer a ligação do esgoto de sua casa até a Caixa de Inspeção (CI) que foi instalada na calçada de sua casa. 

Esta ligação somente será autorizada, quando o sistema entrar em funcionamento, a partir de janeiro do ano que vem.

O Sistema de Esgotamento Sanitário que está sendo implantado em Curitibanos deverá contemplar cerca de 30% da população urbana.

O investimento é de mais de R$ 46 milhões, obtidos pela CASAN junto à Agência Francesa de Desenvolvimento. A implantação do sistema prevê a instalação de redes coletoras, estações elevatórias, ligações domiciliares e uma Estação de Tratamento que terá capacidade de depurar 40 litros de esgoto por segundo.